Pesquisadores da UNESP descobrem novas substâncias eficazes contra o Aedes

O aumento no número de casos de dengue no Brasil nos últimos meses e a falta de alternativas eficazes para mitigar a disseminação da enfermidade, levaram a mobilização dos cientistas do Instituto de Química (IQ) da Unesp, em Araraquara, a buscar soluções para eliminar as larvas do mosquito causador da dengue, zika, chikungunya e febre…