Em tempo de coronavírus, 31% dos brasileiros acham que a doença deixou de existir

Após dois anos de pandemia, 31% dos brasileiros acreditam que a dengue deixou de existir. A constatação foi feita pela Sociedade Brasileira de Infectologia (SBI), por meio de uma pesquisa com 2 mil pessoas, com objetivo de levantar informações sobre educação, prevenção e conhecimentos da doença.  O estudo mostra que 22% dos entrevistados acreditam que…

Modelo matemático pode prever surtos de dengue por meio de dados meteorológicos

Pesquisa realizada pelo Impa (Instituto de Matemática Pura e Aplicada), publicada recentemente na revista Expert Systems With Applications, mostra que é possível prever um grande surto de dengue a partir de dados meteorológicos. Essas informações podem simplificar a vida de muitas cidades, que conseguirão se preparar para o problema com até seis meses de antecedência. …

Universidade de Coimbra, em parceria com instituições brasileiras, desenvolve produtos naturais que visam controlar a proliferação do Aedes

Uma equipe multidisciplinar da Universidade de Coimbra, com a participação da Universidade Federal da Bahia e da Fundação Oswaldo Cruz, desenvolveu um conjunto de produtos inovadores de origem natural, seguros para humanos, animais e meio ambiente, que visam controlar a proliferação do Aedes.  Os produtos estão divididos em duas funções: eliminar as larvas em água…

Pesquisa detecta cores que atraem o Aedes

O Aedes aegypti, causador de dengue, zika e chikungunya, é atraído por cores específicas, como ciano (tom de azul), laranja e vermelho. A descoberta foi realizada pelos pesquisadores da Universidade de Washington e publicada na revista Nature Communications. Os cientistas detectaram essa preferência utilizando um grande túnel de vento e um sistema de visão computacional….