Surto de contaminação do zika vírus reduziu natalidade no país, aponta IBGE

Pela primeira vez em sete anos, o Brasil registrou uma queda significativa em sua taxa de natalidade. Desde 2010, este índice estava em constante crescimento, porém, devido à crise econômica, ao desemprego e, principalmente, ao alto número de casos registrados em todo o país de microcefalia – rara condição neurológica causada pelo zika vírus que se propagou intensamente nos últimos dois anos – o IBGE coletou estes dados finais apresentados nesta terça-feira (14).

Detectada logo no início da gestação, a microcefalia, transmitida para o feto por meio da picada do mosquito Aedes aegypt na mãe, causa falta de desenvolvimento do cérebro da criança e de sua cabeça, fazendo com que ambos fiquem de tamanho reduzido, o que acarreta em problemas de desenvolvimento motor, mental, muscular, dentre outros.

Em Pernambuco, por exemplo, estado que mais registrou casos de óbito infantil por conta da doença, a taxa de natalidade caiu em 10%, enquanto na região sudeste, o perfil de mães foi registrado como mais envelhecido, o que indica a escolha de muitas famílias terem filhos mais tarde.

 

Fonte: Valor e portal do G1.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *