Pesquisadores dos EUA testam vacina genética de zika

Apesar das vacinas de RNA ainda não terem sua eficácia comprovada em seres humanos, esta tecnologia é a nova aposta da ciência e muitos testes estão sendo realizados. Um estudo publicado pela revista cientifica Science Advances, propõe um meio de prevenção ao zika vírus usando o recurso genético.

A pesquisa, que reuniu cientistas norte-americanos de diversas instituições, conseguiu bons resultados com testes em animais para uma vacina do zika vírus. Um grupo de camundongos e outro de macacos-rhesus receberam duas versões de vacina e o índice de proteção foi total quando os animais, 49 dias depois de serem imunizados, foram submetidos ao vírus da zika.

De acordo  Dong Yu, um dos pesquisadores do estudo e diretor do setor de identificação de antígenos da unidade dos Estados Unidos da GSK Vaccines, apesar de a vacina estar na fase inicial de desenvolvimento, seus resultados são muito positivos. “Ela tem o potencial de impactar significativamente o futuro da ciência das vacinas”, por sua capacidade de provocar uma “resposta imunológica forte e sustentada” no organismo. “Os dados pré-clínicos mostram que o método é promissor”, afirmou em entrevista à agencia de notícias DW Brasil.

Mesmo que a novidade seja positiva, ainda é preciso ter cautela,  pois a vacina ainda está em inicio de desenvolvimento e tem um longo caminho a percorrer até ter sua eficácia  comprovada em humanos.

Fonte: DW Brasil

Compartilhar: