Pesquisa detecta cores que atraem o Aedes

O Aedes aegypti, causador de dengue, zika e chikungunya, é atraído por cores específicas, como ciano (tom de azul), laranja e vermelho. A descoberta foi realizada pelos pesquisadores da Universidade de Washington e publicada na revista Nature Communications.

Os cientistas detectaram essa preferência utilizando um grande túnel de vento e um sistema de visão computacional. O primeiro passo foi permitir o voo livre dos insetos e observar por três horas suas respostas a diferentes comprimentos de onda, com e sem a presença de CO2. Quando não há indução de gás carbônico, a atração pelas cores é eliminada e os mosquitos passam grande parte do tempo explorando o teto e as paredes do túnel.

Por outro lado, quando expostos à pluma de CO2, o número de mosquitos mais que dobrou, exibindo comportamento de rastreio de odor, com velocidades de voo significativamente elevadas. Assim, a equipe observou a forte atração do Aedes por determinadas bandas espectrais, identificadas pelos olhos humanos como ciano, laranja e vermelho. 

Ainda que todos os tons da pele humana sejam dominados por tais comprimentos de onda (ou seja, emitam as cores mencionadas), é interessante evitar utilizar roupas nessa tonalidade, construindo mais uma barreira contra o Aedes aegypti.  

Fonte: Revista Nature Communications 

Compartilhar: