Estudo científico comprova a transmissão sexual do zika vírus

Uma pesquisa cientifica realizada pela Fiocruz  Pernambuco, em parceria com a Universidade Estadual do Colorado, comprovou a transmissão sexual do zika vírus. O estudo brasileiro foi o primeiro no País a constatar A importância desse meio de transmissão para o crescimento de casos da enfermidade.

A análise, que começou no Brasil há alguns anos, concluiu que parceiros sexuais de pessoas que contraíram o zika vírus têm três vezes mais chances de contrair a doença.

Mais detalhes da pesquisa no link.

 

Compartilhar: