Estado de São Paulo registra 137 mil casos de dengue este ano

O combate ao Aedes aegypti não pode parar, como mostra o mais recente boletim epidemiológico do Estado de São Paulo. De janeiro até o dia 2 de outubro, foram registrados 137.034 casos confirmados de dengue, com 54 mortes. Os casos de chikungunya somaram 13.962, com quatro vítimas, e os de zika, 11. Além de São Paulo, outras regiões do país continuam sofrendo com as doenças causadas pelo Aedes. Recentemente, postamos que a cidade de Maceió que apresentou um aumento de 208% nas notificações de dengue na comparação com 2020.

Os números comprovam a importância de manter os cuidados no combate a criadouros do Aedes, evitando que ele entre na sua casa. A rotina de limpeza consiste em evitar pontos de água parada em casa ou no quintal. Confira o que fazer para aniquilar o mosquito. São dicas simples e que garantem a sua saúde.

● Esvazie recipientes que possam acumular água como: garrafas, latas e baldes e guarde-os com a boca virada para baixo.

● Verifique as calhas para evitar o acúmulo de folhas e galhos.

● Deixe a caixa d’ água tampada e faça uma limpeza a cada seis meses.

● Se tiver piscina em casa, mantenha o tratamento da água. E quando não estiver utilizando a piscina, cubra-a com lona, tomando cuidado para não acumular água.

● Deixe a lixeira sempre com a tampa fechada, já que os sacos de lixo podem ser um lugar propício para criadouros do mosquito.

● Uma vez por semana, higienize os ralos e as canalizações, com uma colher de água sanitária.

● Limpe com água sanitária os pratinhos dos vasos de plantas e encha-os com areia para evitar acúmulo de água.

● Caso tenha algum pet em casa, troque diariamente a água do recipiente. E lave semanalmente com uma escovinha a vasilha.

● Fique atento aos eletrodomésticos que podem acumular água como: purificador de água e ar-condicionado. Lembre-se de, semanalmente, descartar a água da bandeja e lavar com uma buchinha com água e sabão.

Compartilhar: