Entenda por que mais pessoas estão suscetíveis à dengue

O Ministério da Saúde está preocupado com um novo surto do subtipo 2 da dengue neste verão, aumentando o número de pessoas suscetíveis à contaminação. Segundo autoridades de saúde essa é a explicação para o aumento do número de casos da doença transmitida pelo mosquito Aedes adegypti neste ano. De janeiro a agosto, foram registrados 1,4 milhão de casos, seis vezes mais que o observado em igual período do ano passado. Pelo menos 14 estados estão em situação de epidemia.

O subtipo 2 da dengue preocupa as autoridades porque significa que a população está exposta a uma segunda infecção. Ou seja, quem já contraiu dengue uma vez, pode contrair novamente.

Os sintomas da dengue podem ser confundidos com doenças mais comuns, como gripes e resfriados. Por isso, é importante estar sempre em alerta. O diagnóstico precoce é essencial para o sucesso do tratamento.

Entre os sintomas da dengue estão:

  • Dor de cabeça;
  • Febre;
  • Dor na barriga e náuseas;
  • Dor atrás dos olhos;
  • Vômitos persistentes;
  • Fraqueza;
  • Erupção e coceira de pele;
  • Dores nas articulações;
  • Sangramento de mucosas;
  • Manchas vermelhas na pele;

Caso apresente os sintomas, procure logo um serviço de saúde para diagnóstico e tratamento adequados. Todos são oferecidos de forma integral e gratuita por meio do Sistema Único de Saúde (SUS).

Para evitar a proliferação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, a prevenção é o melhor remédio. Por isso, é importante seguir a dicas do Cloro no Aedes para eliminar possíveis focos do mosquito.

Compartilhar: