Dengue e Covid-19: saiba como identificar as duas doenças

Com a nova variante Ômicron, os casos de contágio de Covid-19 voltaram a subir no mundo inteiro. No Brasil, a pandemia ainda é agravada pelo aumento dos casos de dengue, especialmente em períodos mais quentes do ano. Nessa época, fatores como o alto índice de chuvas e o calor colaboram para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e de outras doenças como Zika e chikungunya.

A Covid-19 e a dengue podem apresentar sintomas em comum, dificultando o diagnóstico inicial.
Ambas são causadas por vírus e têm em comum sintomas como mal-estar, dor no corpo e na cabeça, cansaço e febre.

Transmissão

A forma de transmissão, contudo, é diferente. A dengue não é uma doença contagiosa e a sua transmissão é realizada pela picada do Aedes aegypti. Portanto, uma pessoa infectada não passa a doença para outra. Já a Covid-19 é uma doença contagiosa, em que uma pessoa pode passar para a outra. A forma mais comum de transmissão é por meio de partículas de saliva e secreções que se espalham pelo ar. Por isso, a importância do uso de máscaras e a adoção do distanciamento social.

Mas o que diferencia a Covid-19 da dengue?

Para diferenciar uma doença da outra, é importante observar o quadro clínico da pessoa infectada. Tanto a Covid-19 quanto a dengue apresentam sintomas particulares, o que ajuda no diagnóstico.

Dengue: observar se a pessoa apresenta manchas vermelhas na pele, problemas gastrointestinais e dores nas articulações.

Covid-19: o principal ponto a ser observado em uma pessoa infectada pelo coronavírus é o quadro respiratório. Observe se a pessoa apresenta falta de ar, perda de olfato e paladar, tosse, produção de catarro e dor no peito.

O que fazer?

Ao perceber os sinais que caracterizam as duas doenças, é muito importante procurar apoio médico.

Somente o profissional da medicina possui o conhecimento necessário para realizar o correto diagnóstico e indicar o tratamento mais adequado.

Medidas preventivas

Dengue: a medida mais eficaz para evitar a dengue é combater o mosquito transmissor Aedes aegypti. É importante evitar que a água fique parada em poças de água, garrafas, potes, ou qualquer objeto que possa acumular o líquido. Ao eliminar esses pontos, diminuímos a capacidade de reprodução do mosquito.

Covid-19: como a transmissão do coronavírus é realizada por meio do contato com pessoas ou áreas infectadas, é muito importante adotar medidas de higienização dos objetos e das mãos com água e sabão ou álcool 70%. Adote o distanciamento social e, caso precise sair, use máscaras.

 

Compartilhar: