Casos de dengue na cidade de São Paulo triplicam

em

O número de casos de dengue na cidade de São Paulo este ano até o dia 22 de junho foi três vezes maior do que o contabilizado em todo o ano passado, segundo os dados epidemiológicos divulgados pela Prefeitura de São Paulo. A cidade registrou 6.408 casos ante 2.009 em 2020, ou seja, crescimento de 219%.

O levantamento da prefeitura paulistana mostrou também crescimento no número de casos de chikungunya, outra doença causada pelo mosquito Aedes aegypti, de janeiro a junho foram registrados no município 57 casos, ante apenas um caso em 2020. A boa notícia é que não foram registrados casos de zika nem de mortes causadas pelo Aedes.

Embora o período mais crítico para as enfermidades decorrentes da picada do Aedes ocorra entre os meses de janeiro a abril, devido ao calor e chuva, nos últimos anos o mosquito tem ficado mais resistente e os casos têm ocorrido durante todo o ano, inclusive no inverno. Por isso, vamos cuidar bem da casa e do quintal, evitando o acúmulo de água parada em recipientes como pratinhos de flores, garrafas vazias, pneus, calhas, bacias entre outros recipientes que possam servir de criadouro para o mosquito.

Confira aqui, outros hábitos que você pode adotar na sua rotina para combater criadouros do Aedes aegypti.

Compartilhar: