Ação nacional de combate ao Aedes começa em Vitória

A Fundação Oswaldo Cruz lançou um projeto com o objetivo de estar a resistência do Aedes aegypt a novas técnicas de eliminação do mosquito. Vitória, capital do no Espírito Santo, foi um dos primeiros a aderir ao movimento, preparando armadilhas com inseticidas comumente aplicados em cortinas de fumaça e recipientes de água fechados – como caixas d’água e ralos – por toda a cidade. Nesta semana foram instaladas na capital capixaba 150 armadilhas.

Foram escolhidas pela Fundação 143 cidades no País para participar da iniciativa. O monitoramento da pesquisa começou nesta segunda feira, dia 20, e se estenderá até dia 8 de dezembro. Nesse período será feita a coleta dos ovos do mosquito para servir de amostra para seus resultados. O funcionamento das armadilhas é simples: 30ml de água serão diluídos em locais específicos e será adicionado levedo de cerveja para atrair o mosquito para a desova. Após um mês, os dados serão enviados para a sede a Fiocruz, no Rio de Janeiro.

Fonte:” O Globo”.

Compartilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *